quinta-feira, 14 de outubro de 2010

A FORÇA DO MEDO



A FORÇA DO MEDO****








E que a força do medo que tenho , não me impeça de dizer o que eu não sei. Que a mote de tudo que acredito me tape os ouvidos e a boca. Porque a minha metade é o que grito, mas a outra metade é o silêncio.



Que o amor que sinto hoje seja lindo ainda que triste. Que a mulher que amo seja sempre amada mesmo que distante. Porque metade de mim é partida e a outra metade é saudade. Que as palavras que eu falo não seja ouvidas como prece e nem repetidas com fervor.




Apenas repetidas como a única coisa que resta em um homem dado de sentimentos. Porque metade de mim é o que eu ouso e a outra metade é o que me fala. Que essa vontade minha de ir embora se transforme na paz e na calma que eu conheço. Que essa tensão que me coroe por dentro, seja um dia recompensada. Porque metade de mim é o que penso e a outra metade o que digo. Que o medo da solidão se afaste.




Que conviveo comigo mesmo se torne um doce sorriso que me lembre o visto em tua face. Porque metade de mim é a lembrança do que foi e a outra metade eu não sei. Será preciso mais que uma simples alegria para que me faça esquecer o espirito. E que o teu silêncio me fale cada vez mais. Porque metade de mim é abrigo e a outra metade é consolo. Que a vida me aponte uma resposta mesmo que não saiba.







E que ninguém a tente complicar porque é preciso simplicidade para faze-la florescer. Porque metade de mim é os amigos e a outra metade é a solidão. E que minha loucura seja perdoada , porque metade de mim é amor e a outra metade...........................também.




E que ninguém a tente complicar porque é preciso simplicidade para faze-la florescer. Porque metade de mim é os amigos e a outra metade é a solidão. E que minha loucura seja perdoada , porque metade de mim é amor e a outra metade...........................também.




E que ninguém a tente complicar porque é preciso simplicidade para faze-la florescer. Porque metade de mim é os amigos e a outra metade é a solidão.




E que minha loucura seja perdoada , porque metade de mim é amor e a outra metade...........................também.




14 10 10



as


22:59 hrs


Publicado

sábado, 11 de setembro de 2010

Que os jardins de sua vida




Que os jardins de sua vida
Sejam abençoados com Paz.
Que ela flua livremente do seu coração e espírito
Assim como a água escorre e flui.

Que uma paz duradoura
Esteja com você e com os que compartilham o seu Amor.
Que você possa caminhar pacificamente entre as marés e ondas da Vida
Sabendo que você é amado e especial...

Você pode se sentir insignificante
Entretanto, lembre-se,
Você é importante!

Você é parte de um plano mestre.
Não tema o futuro
Pois Amanhã o Sol nascerá
E lhe oferecerá a Paz

Eu desejo a você longas jornadas
Luz de velas, Amor e...
Acima de tudo
Eu te ofereço a Paz.



"I bid you peace"
Desconhecido



em 11 09 10


as


21:27 hrs

camoes




No tempo que de Amor viver soía,
nem sempre andava ao remo ferrolhado;
antes agora livre, agora atado,
em várias flamas variamente ardia.

Que ardesse num só fogo, não queria
O Céu, porque tivesse exprimentado
que nem mudar as causas ao cuidado
mudança na ventura me faria.

E se algum pouco tempo andava isento,
foi como quem co peso descansou,
por tornar a cansar com mais alento.

Louvado seja Amor em meu tormento,
pois para passatempo seu tomou
este meu tão cansado sofrimento!



em


11 09 10


as

10:42 hrs

camoes




Na metade do Céu subido ardia
o claro, almo Pastor, quando deixavam
o verde pasto as cabras, e buscavam
a frescura suave da água fria.

Co a folha da árvore sombria,
do raio ardente as aves s'emparavam;
o módulo cantar, de que cessavam,
só nas roucas cigarras se sentia;

quando Liso pastor, num campo verde
Natércia, crua Ninfa, só buscava
com mil suspiros tristes que derrama.

Porque te vás de quem por ti se perde,
para quem pouco te ama? (suspirava).
[E] o Eco lhe responde: Pouco te ama.



em


11 09 10


as

10:40 hrs

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

NÃO!"




NÃO!"

Um dia a tristeza invadiu meu
coração, quis tirar-me a beleza,
eu disse: NÃO!

Quantas vezes a dúvida, trouxe
para mim perturbações,
consciente e feliz eu disse: NÃO!

Mais quando os disabores,
causaram em mim aflição,
mesmo com muitas dores
eu disse: NÃO!

Quando os entraves da vida
vieram me perturbar,
sorrindo e contente um sonoro
NÃO vou falar!

quando os medos da alma
vier me entristeçer,
vou lembrar do amor e um
NÃO vou dizer.

Quando a dor, a angustia, invade
meu coração, lembro sorrindo
do seu amor e digo NÃO!

Pois nada pode impedir:
Uma perfeita união, se
soubermos enfrentar os
disabores com um grande
NÃO!!!



EM 09 09 10


AS


10:21 HRS

ME PERDOE




ME PERDOE



Me perdoe,
Se descubro em você
Minhas fraquezas.


Me perdoe,
Se vejo em você
Minha feiúra,
Minhas asperezas.


Me perdoe,
Se jogo demais em você
Os meus sonhos.
Meus ideais,
Meu irreal.

Me procuro na direção oposta,
Até entender que não estou em você

E descobrir-me,
Para sentir, de fato, o amor
E encontrá-lo sem buscas
Nem direção,
Simplesmente sendo.



(Autor Desconhecido)



EM 09 09 10


AS

10:20 HRS

ALÇANDO VÔO




ALÇANDO VÔO


Nesse instante mágico,
me sinto alçando vôo !
Vôo esperado, por tanto tempo sonhado.

Qual águia aprisionada,
enfraquecida, mutilada ...
que desperta da apatia, da letargia,
que se solta das amarras,
e se enche de alegria .

Amores invisíveis me empurram,
rumo ao vôo livre,
oferecendo maravilhas que nunca tive.
Coragem para da pedra saltar,
voar ...
sentindo o beijo do vento,
brincando e rindo com o Sol,
de mãos dadas com as estrelas,
ouvindo o doce barulho do mar,
no colo da Lua deitar.

Sustentada pelas asas do coração,
planar, feito um balão,
sendo movida apenas a
amor, sonho e paixão,
sem medos
e assim como Ícaro ...
... sonhar ... voar ...


Carol Rivers



EM 09 09 10


AS


10:18 HRS

A ETERNIZAÇÃO DO TEMPO




A ETERNIZAÇÃO DO TEMPO

Quando no êxtase máximo da posse
Te dói corpo e alma
E vagueias noutros céus
Sinto em ti a essência de Deus
Que implora a um simples mortal
A eternização do tempo.



EM 09 09 10


AS


10:17 HRS

sábado, 4 de setembro de 2010

Você!




Você! Chega assim em meu pensamento Num momento de tristeza Me envolvendo em teu abraço De braços que nunca toquei E nos teus olhos encontro O grande carinho do amigo Que nunca vi e encontrei... Você! Chega muito mais presente No sorriso do momento Em que se cruzam telinhas Palavras, toques, abraços De dois que se unem distantes Da eterna e sincera amizade Do virtual, perdido no espaço... Você! Talvez ainda mais real Que tantos e tantos encontros Me acompanha em solidão Em noites e noites a sós No escuro de tantos quartos Onde um só se une à tantos E cada um é um de nós... EU, VOCÊ, E o VIRTUAL..




em 04 09 10


as

14:57 hrs

Você é uma "razão",




Você é uma "razão", uma "estação" ou uma "vida inteira?" preste atenção ao que você vai ler. Depois de ler isto, você vai saber a razão pela qual isto foi enviado a você. Pessoas entram na sua vida por uma "razão", uma "estação" ou uma "vida inteira". Quando você percebe qual deles é, você vai saber o que fazer por cada pessoa.


Quando alguém está em sua vida por uma "razão"...
É geralmente para suprir uma necessidade que você demonstrou.Eles vêm para auxiliá-lo numa dificuldade, te fornecer orientação e apoio ajudá-lo física, emocional ou espiritualmente.Eles poderão parecer como uma dádiva de deus, e eles são!Eles estão lá pela razão que você precisa que eles estejam lá.


Então, sem nenhuma atitude errada de sua parte, ou em uma hora inconveniente, esta pessoa vai dizer ou fazer alguma coisa para levar essa relação a um fim. Às vezes essas pessoas morrem.Às vezes eles simplesmente se vão.


Às vezes eles agem e te forçam a tomar uma posição. O que devemos entender é que nossas necessidades foram atendidas, nossos desejos preenchidos e o trabalho deles, feitos. As suas orações foram atendidas.



E agora é tempo de ir.Quando pessoas entram em nossas vidas por uma "estação", é porque chegou sua vez de dividir, crescer e aprender.



Eles trazem para você a experiência da paz, ou fazem você rir. Eles poderão ensiná-lo algo que você nunca fez. Eles geralmente te dão uma quantidade enorme de prazer.Acredite! É real! Mas somente por uma "estação".




Relacionamentos de uma "vida inteira" te ensinam lições para a vida inteira: coisas que você deve construir para ter uma formação emocional sólida. Sua tarefa é aceitar a lição, amar a pessoa, e colocar o que você aprendeu em uso em todos os outros relacionamentos e áreas de sua vida.É dito que o amor é cego, mas a amizade é clarividente.



em 04 09 10


as

14:56 hrs

Sem Você




Sem Você
(Vinícius De Moraes)
Sem Amor



É Tudo Sofrimento
Pois Você
É O Amor
Que Eu Sempre Procurei Em Vão
Você É O Que Resiste
Ao Desespero E À Solidão
Nada Existe
E O Mundo É Triste
Sem Você
Meu Amor, Meu Amor
Nunca Te Ausentes De Mim
Para Que Eu Viva Em Paz
Para Que Eu Não Sofra Mais
Tanta Mágoa Assim
No Mundo
Sem Você


em 04 09 10


as


14:54 hrs

SOLIDÃO




SOLIDÃO***SOLIDÃO: ONDE MORAS? QUE VAI E VOLTA E NÃO VAIS EMBORA? POR QUE INSISTES EM FICAR? SE REPITO, NÃO QUERO AMAR!VAI COM O VENTO, VAI COM O MAR.E DEIXE AS ONDAS TE LEVAR...COMO É TRISTE QUERER ESTAR COM UMA PESSOA.QUANDO A VONTADE É ENORME,O TEMPO, INCALCULÁVEL,E A DISTÂNCIA, O SEU MAIOR OBSTÁCULO.


em 04 09 10


as


14:52 hrs

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Affonso Romano de Sant'Anna




Intervalo amoroso


O que fazer entre um orgasmo e outro,
quando se abre um intervalo
sem teu corpo?

Onde estou, quando não estou
no teu gozo incluído?
Sou todo exílio?

Que imperfeita forma de ser é essa
quando de ti sou apartado?

Que neutra forma toco
quando não toco teus seios, coxas
e não recolho o sopro da vida de tua boca?

O que fazer entre um poema e outro
olhando a cama, a folha fria?


EM

01 09 10


AS

20:32 HRS

terça-feira, 31 de agosto de 2010





em 31 08 10

as

21:13 hrs








em 31 08 10


as

21:14 hrs

~~*Modos de amar*~~




Modo de amar – IX

Enlaçam as pernas
as pernas
e as ancas

o ar estagnado
que se estende
no quarto

As pernas que se deitam
ao comprido
sob as pernas

E sobre as pernas vencem o gemido

Flor nascida no vagar do quarto

Modo de amar – X

"A praia da memória
a sulcos feita
a partir da cintura:

a boca
os ombros

na tua mansa língua que caminha
a abrir-me devagar
a pouco e pouco

Globo onde a sede
se eterniza
Piscina onde o tempo se desmancha
a anca repousada
que inclinas
as pernas retezadas que levantas

E logo
são os dentes que limitam

mas logo
estão os labios que adormentam
no quente retomar de uma saliva
que me penetra em vácuo
até ao ventre

o vínculo do vento
a vastidão do tempo

o vício dos dedos
no cabelo

E o rigor dos corpos
que já esquece
na mais lenta maneira de vencê-los"
Maria Tereza Horta


rose



~~*Modos de amar*~~

Modo de amar – Vl

"Inclina os ombros
e deixa
que as minhas mãos avancem
na branda madeira

Na densa madeixa do teu ventre

Deixa
que te entreabra as pernas
docemente


rose


Modo de amar – VII

Secreto o nó na curva
do meu espasmo

E o cume mais claro
dos joelhos
que desdobrados jorram dos espelhos

ou dos teus ombros os meus:
flancos
na luz de maio


Rose


Modo de amar – VIII

Que macias as pernas
na penumbra

e as ancas
subidas
nos dedos que as desviam

Entreabro devagar
a fenda – o fundo
a febre
dos meus lábios

e a tua língua
Vagarosa:

toma – morde
lambe
essa humidade esguia"

Maria Teresa Horta


Modos de amar

Modos de amar V

“Docemente amor
ainda docemente

o tacto é pouco
e curvo sob os lábios

e se um anel no corpo
é saliente
digamos que é da pedra
em que se rasga

Opala enorme
e morna
tão fremente

dália suposta
sob o calor da carne

lábios cedidos
de pétalas dormentes

Louca ametista
com odores de tarde

Avidamente amor
com desespero e calma

as mãos subindo
pela cintura dada
aos dedos puros
numa aridez de praia
que a curvam loucos até ao chão da sala

Ferozmente amor
com torpidez e raiva

as ancas descendo como cabras
tão estreitas e duras
que desarmam
a tepidez das minhas
que se abrem

E logo os ombros
descaem
e os cabelos

desfalecem as coxas que retomam
das tuas
o pecado
e o vencê-lo
em cada movimento em que se domam

Suavemente amor
agora velozmente

os rins suspensos
os pulsos
e as espáduas

o ventre ereto
enquanto vai crescendo
planta viva entre as minhas nádegas”
Maria Tereza Horta




~~*Modos de amar*~~

Modo de amar – III
“É bom nadar assim em cima do teu corpo enquanto
tu mergulhas já dentro do meu Ambos piscinas que a nado atravessamos
de costas tu meu amor de bruços eu
Modo de amar – IV
Encostada de costas ao teu peito em leque
as pernas abertas o ventre inclinado ambos de pé
formando lentos gestos as sombras brandas tombadas no soalho”
Maria Tereza Horta



~~*Modos de amar*~~

Modo de amar – I

”Lambe-me as seios
desmancha-me a loucura

usa-me as coxas
devasta-me o umbigo

abre-me as pernas
põe-nas nos teus ombros

e lentamente faz o que te digo:

Modo de amar – II

Por-me-ás de borco,
assim inclinada...

a nuca a descoberto,
o corpo em movimento...

a testa a tocar
a almofada,
que os cabelos afloram,
tempo a tempo...

Por-me-ás de borco;
Digo:
ajoelhada...

as pernas longas
firmadas no lençol...

e não há nada, meu amor,
já nada, que não façamos como quem consome...

(Por-me-ás de borco,
assim inclinada...

os meus seios pendentes
nas tuas mãos fechadas.)”



em 31 08 10


21:06 hrs

Não quero alguém que morra de amor por mim...



Não quero alguém que morra de amor por mim...

Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando.
Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo, quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.



Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim...
Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível...
E que esse momento será inesquecível...



Só quero que meu sentimento seja valorizado.
Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre...



E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.
Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém...e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que faço falta quando não estou por perto.



Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho...



Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento...e não brinque com ele.
E que esse alguém me peça para que eu nunca mude, para que eu nunca cresça, para que eu seja sempre eu mesmo.



Não quero brigar com o mundo, mas se um dia isso acontecer, quero ter forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe...



Que ele é superior ao ódio e ao rancor, e que não existe vitória sem humildade e paz.
Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia, e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos, talvez obterei êxito e serei plenamente feliz.




Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas...
Que a esperança nunca me pareça um NÃO que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como SIM.



Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim, sem ter de me preocupar com terceiros... Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.
Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão...


Que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim... e que valeu a pena.
Mario Quitana .



AMOR NÃO SE PEDE... Amor não se implora, não se pede, não se espera...




em 31 08 10


as
21:06 hrs

O Amor e a Saudade



O Amor e a Saudade



Não há regras...
não há controle...
apenas acontece!
Você não consegue resistir
por mais que tente fugir,
ele chega para você
este amor que lhe tem de pertencer!



Não há distância que impeça,
não há ausência que afaste,
apenas acontece!
Você não consegue deixar de sentir
por mais que tente impedir,
ela fica em você,
esta saudade que faz sofrer!



E assim...
o amor e a saudade
vão caminhando,
crescendo... se avolumando,
juntamente com a esperança.
Esta esperança que faz acreditar
na realização desse amor.



Um amor que parece
impossível de acontecer,
mas que lhe está destinado
no momento certo você vai viver!
E a saudade??
Já não vai mais existir,
já não vai mais fazer sofrer...

Autor Desconhecido


em 31 08 10


as


21:05 hrs

As Sem Razões Do Amor



As Sem Razões Do Amor***


Eu Te Amo Porque Te Amo. Não Precisas Ser Amante, E Nem Sempre Sabes Sê-Lo. Eu Te Amo Porque Te Amo. Amor É Estado De Graça.E Com Amor Não Se Paga. Amor É Dado De Graça, É Semeado No Vento, Na Cachoeira, No Eclipse. Amor Foge A Dicionários. E A Regulamentos Vários. Eu Te Amo Porque Não Amo.Bastante Ou Demais A Mim. Porque Amor Não Se Troca, Não Se Conjuga, Nem Se Ama. Porque Amor É Amor A Nada, Feliz E Forte Em Si Mesmo. Amor É Primo Da Morte, E Da Morte Vencedor, Por Mais Que O Matem (E Matam).A Cada Instante De Amor.C D De Adnrade


31 08 10

em

31 08 10

Linguagem Do Amor




Linguagem Do Amor: Não Sei A Linguagem Do Amor, Nem Tão Pouco Dizer Palavras Bonitas, Mas Sei Deixar Por Onde Passo, Os Passos De Quem Amo. Talvez Os Passos Não Sejam Tanto Assim, Mas São Suficientes Para Deixar Um Pouquinho De Mim No Coração De Quem Amo. E Essa Pessoa Que Eu Amo É Você.

em 31 08 10

as

21:01 hrs

Amor se vive ou não.




Amor se vive ou não.



Ciúmes é um sentimento inútil. Não torna ninguém fiel a você.
Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para mostrar ao homem o que é fidelidade.


Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz.
As pessoas que falam dos outros pra você, vão falar de você para os outros.
Perdoar e esquecer nos torna mais jovens.
Água é um santo remédio.



Deus inventou o choro para o homem não explodir.
Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso.
Não existe comida ruim, existe comida mal temperada.
A criatividade caminha junto com a falta de grana.
Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar.
Amigos de verdade nunca te abandonam.


O carinho é a melhor arma contra o ódio.
As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida.
Há poesia em toda a criação divina.
Deus é o maior poeta de todos os tempos.
A música é a sobremesa da vida.



Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente.
Filhos são presentes raros.
De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças a cerca de suas ações.



"Obrigada, desculpa, por favor" são palavras mágicas, chaves que abrem portas para uma vida melhor.



O amor... Ah, o amor...
O amor quebra barreiras, une facções,
destrói preconceitos,
cura doenças...


Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado.
E vive a vida mais alegremente...

Artur da Távola



em 31 08 10


as


20:58 hrs

Amor Eterno




Amor Eterno


"Vaga Minh´Alma Ilúcida Pela Noite Escura E Sombri.Onde Tu Estás, Amor Que Me Alucina??Meu Corpo Deseja O Teu, Meus Lábios Fantasiam Teu Gosto.E Meu Coração Anseia Pelo Momento Sublime Do Amor Contigo...



Não Posso Ver O Brilho Dos Teus Olhos.... Injusta Distância Que Me Fere...Ah! Meu Amor...Quão Amarga São As Noites Que Passo À Vida Sem Ti...Desfaz Esse Amargor E Vem Logo Me Amar...Despe Meu Corpo.E Passeia Sobre Ele Com Tuas Mãos,Com Tua Boca Leva-Me À Loucura E À Sede De Amar....



Transforma O Meu Gemido Sofrido Que Outrora.Ecoou No Silêncio De Noites Solitárias.Em Gemidos Ofegantes De Prazer Do Ardente Amor.Que Mútua Sentimos..Desejo Teu Amor Com O Máximo De Minha Vontade.E Quero-Te Para Todo O Sempre...E Por Todo O Sempre Eu Hei De Te Amar...."

em 31 08 10


as


20:56 hrs

Amor é síntese



Amor é síntese



Por favor não me analise,
não fique procurando cada ponto fraco meu,
se ninguém resiste a uma análise profunda,
quanto mais eu
ciumento, exigente, inseguro, carente,
todo cheio de marcas que a vida deixou.
Vejo em cada grito de exigência
um pedido de carência, um pedido de amor.



Amor é síntese,
é uma integração de dados,
não há que tirar nem pôr.
Não me corte em fatias,
ninguém consegue abraçar um pedaço,
me envolva todo em seus braços
e eu serei perfeito, amor.


Mário quintana


em 31 08 10


as


20:53 hrs

terça-feira, 24 de agosto de 2010

EU




EU

Sou só e sou eu mesma. O que pensem e digam
os demais, nada importa; eu tenho a minha lei.
Que outros a multidão, covardemente, sigam,
pelo caminho oposto, altiva, eu seguirei.

Que, sem brio e vergonha, outros tudo consigam
e que zombem de mim porque nada alcancei;
quanto mais, com seu ódio, o meu nome persigam,
tanto mais orgulhosa em trazê-lo, serei.

Às pedradas não fujo e as tormentas aceito;
mas a espinha não curvo em prol de algum proveito,
minha atitude sempre a mesma se revela;

a mim mesma fiel, a minha fé não traio;
e, se em dia fatal ferida pelo raio
tombar minha bandeira eu tombarei com ela!

Yde (Adelaide) Schloenbach Blumenschein



POSTADO

24 08 10


AS

22:14 HRS

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

VIDA




VIDA...




O QUE PASSOU, PASSOU.O QUE NÃO PASSOU, VAI PASSAR.ASSIM É A VIDA...O QUE VIRÁ, DEPENDE BASICAMENTE DO QUE VOCÊ ESTA DISPOSTO A PASSAR E SUA INTENÇÃO, AÇÃO E DIREÇÃO PARA TAL.O QUE SE DEVE PERMITIR?O QUE SE DEVE REPRIMIR ?DO QUE SE DEVE DESISTIR ?EM QUE SE DEVE PERSISTIR ?O QUE VOCÊ SE DISPÕE A PASSAR ?QUAL DEVE SER O PARÂMETRO DISSO TUDO?


ATENÇÃO!!!ISSO MESMO, ATENÇÃO!!!SABE POR QUÊ ?CHEGA UM DIA QUE NOS CANSAMOS DA CEGUEIRA AO CAMINHAR, DA AÇÃO PELA ILUSÃO, DO IMPULSO MOVIDO PELA "AUDÁCIA DA IGNORÂNCIA" E DO PAGAR PRA VER OS PRÓPRIOS BLEFES.A VIDA É PARA SER VIVIDA



INTENSAMENTE VERDADEIRAMENTE. VIVER ATENTAMENTE!!!TUDO ESTÁ A NOSSA VOLTA.TUDO ESTA A NOSSA FRENTE.MUITO DEPENDE DA GENTE.O QUE PASSOU DEVE NOS IMPULSIONAR.O QUE AINDA VAI PASSAR TEM DE NOS MOTIVAR.A VIDA NÃO É PRA OLHAR... É PRA PEGAR E USAR.E OLHA QUE ELA É"MÃO-ÚNICA", NÃO TEM DEVOLUÇÃO E NEM RECICLAGEM, PELO MENOS COM O ATUAL CASCO.


POSTADO

23 08 10


as

13:51 hrs

De um coração...sem razão...




De um coração...sem razão...

Denise Vieira


Desculpe-me por te querer tanto assim...
sei que acabo por te sufocar...
sabia que não podias me amar...
mas meu coração, entregou-se à emoção...
e perdeu a razão!!!

Não!!! Por mais que possa doer...
eu não vou me arrepender...
pois foram únicos os momentos...
que me fizestes viver...
Pior seria o tormento de não te conhecer...
Como passar pela vida...sem viver!!!

Vou tomar a liberdade...
de te manter junto a mim...
por algum tempo ainda.
Vou sonhar e matar a saudade,
e hei de encontrar-te num jardim...
de imaginação que não se finda...
Perdoe-me por te amar assim...
não foi por minha vontade!!!

Quantas vezes, lutei contra esse sentimento...
mas ele teimoso, insistia em ficar...
Me avisei que era um jogo e ia findar.
mas suas palavras no meu pensamento,
me diziam.; só termina depois que jogar...
joguei; perdi; me entreguei....
Amei; ganhei; vou guardar!!!

Sua imagem, pra sempre no meu pensamento...
nas minhas lembranças... no meu coração...
e se um dia com emoção...
lembrar-se de algum momento...
e sentir saudade...
Volte!!! Fique à vontade...
Você já mora em meu coração!!!!


Denise Vieira



POSTADO


23 08 10



AS


13:49 HRS

sábado, 21 de agosto de 2010

brisa amiga




brisa amiga



Hoje despertei em teus braços,
Brisa amiga, amiga Brisa,
meu rosto, ondas,
acariciando,
cabelos em desalinho,
agitando,
busco teu rumo,
sinto teu sopro,
Brisa amiga, amiga Brisa,
vem comigo
o dia receber.

Nos ouvidos, distantes ecos
sonhos antigos, desejos apenas,
outros tempos, outros ventos,
restos, chuvas e ressacas,
confundem meus pensamentos.
Estende teus braços,
apaga, do passado, os traços
Brisa amiga, amiga Brisa,
vem comigo
o dia ver nascer.

Fecho os olhos, a luz me ofusca,
outros sentidos a me guiar,
inspiro profundamente, eterna busca,
quem sabe um dia vou encontrar,
em teus braços, meu destino,
e as razões deste querer,
Brisa amiga, amiga Brisa,
vem comigo
o dia amanhecer.

Golden


POSTADO 21 08 10

AS

15:45 HRS

Canção das mulheres




Canção das mulheres

Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais.

Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.

Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor.

Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso.

Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes.

Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.

Que o outro sinta quanto me dóia idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco - em lugar de voltar logo à sua vida.

Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo ''Olha que estou tendo muita paciência com você!''

Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize.

Que se eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire.

Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso.

Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa - uma mulher.


Lya Luft



postado


21 08 10


as

15:42 hrs

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

CAMOES



Sentindo se tomada a bela esposa
de Céfalo, no crime consentido,
para os montes fugia do marido;
e não sei se de astuta, ou vergonhosa.

Porque ele, enfim, sofrendo a dor ciosa,
de amor cego e forçoso compelido,
após ela se vai como perdido,
já perdoando a culpa criminosa.

Deita se aos pés da Ninfa endurecida,
que do cioso engano está agravada;
já lhe pede perdão, já pede a vida.

Ó força de afeição desatinada!
Que da culpa contra ele cometida,
perdão pedia à parte que é culpada!


POSTADO

19 08 10

AS

23:29 HRS

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

C D DE ANDRADE




A vida vivida

Quem sou eu senão um grande sonho obscuro em face do Sonho
Senão uma grande angústia obscura em face da Angústia
Quem sou eu senão a imponderável árvore dentro da noite imóvel
E cujas presas remontam ao mais triste fundo da terra?

De que venho senão da eterna caminhada de uma sombra
Que se destrói à presença das fortes claridades
Mas em cujo rastro indelével repousa a face do mistério
E cuja forma é prodigiosa treva informe?

Que destino é o meu senão o de assistir ao meu Destino
Rio que sou em busca do mar que me apavora
Alma que sou clamando o desfalecimento
Carne que sou no âmago inútil da prece?

O que é a mulher em mim senão o Túmulo
O branco marco da minha rota peregrina
Aquela em cujos braços vou caminhando para a morte
Mas em cujos braços somente tenho vida?

O que é o meu amor, ai de mim! senão a luz impossível
Senão a estrela parada num oceano de melancolia
O que me diz ele senão que é vã toda a palavra
Que não repousa no seio trágico do abismo?

O que é o meu Amor? senão o meu desejo iluminado
O meu infinito desejo de ser o que sou acima de mim mesmo
O meu eterno partir da minha vontade enorme de ficar
Peregrino, peregrino de um instante, peregrino de todos os instantes?

A quem respondo senão a ecos, a soluços, a lamentos
De vozes que morrem no fundo do meu prazer ou do meu tédio
A quem falo senão a multidões de símbolos errantes
Cuja tragédia efêmera nenhum espírito imagina?

Qual é o meu ideal senão fazer do céu poderoso a Língua
Da nuvem a Palavra imortal cheia de segredo
E do fundo do inferno delirantemente proclamá-los
Em Poesia que se derrame como sol ou como chuva?

O que é o meu ideal senão o Supremo Impossível
Aquele que é, só ele, o meu cuidado e o meu anelo
O que é ele em mim senão o meu desejo de encontrá-lo
E o encontrando, o meu medo de não o reconhecer?

O que sou eu senão ele, o Deus em sofrimento
O temor imperceptível na voz portentosa do vento
O bater invisível de um coração no descampado...
O que sou eu senão Eu Mesmo em face de mim?

Rio de Janeiro, 1938



POSTADO


18 08 10


AS

19:41 HRS

C D DE ANDRADE




Soneto de contrição

Eu te amo, Maria, eu te amo tanto
Que o meu peito me dói como em doença
E quanto mais me seja a dor intensa
Mais cresce na minha alma teu encanto.

Como a criança que vagueia o canto
Ante o mistério da amplidão suspensa
Meu coração é um vago de acalanto
Berçando versos de saudade imensa.

Não é maior o coração que a alma
Nem melhor a presença que a saudade
Só te amar é divino, e sentir calma...

E é uma calma tão feita de humildade
Que tão mais te soubesse pertencida
Menos seria eterno em tua vida.


Rio de Janeiro, 1938


POSTADO

18 08 10


AS

19:40 HRS

C D DE ANDRADE




A brusca poesia da mulher amada

Longe dos pescadores os rios infindáveis vão morrendo de sede lentamente...
Eles foram vistos caminhando de noite para o amor – oh, a mulher amada
(é como a fonte!
A mulher amada é como o pensamento do filósofo sofrendo
A mulher amada é como o lago dormindo no cerro perdido
Mas quem é essa misteriosa que é como um círio crepitando no peito?
Essa que tem olhos, lábios e dedos dentro da forma inexistente?

Pelo trigo a nascer nas campinas de sol a terra amorosa elevou a face
(pálida dos lírios
E os lavradores foram se mudando em príncipes de mãos finas e rostos transfigurados...

Oh, a mulher amada é como a onda sozinha correndo distante das praias
Pousada no fundo estará a estrela, e mais além.

Rio de Janeiro, 1938



POSTADO


18 08 10


AS


19:39 HRS

C D DE ANDRADE




Soneto simples

Chegara enfim o mesmo que partira: a porta aberta e o coração voando ao encontro dos olhos e das mãos. Velhos pássaros, velhas criaturas, algumas cinzas plácidas passando – somente a amiga é como o melro branco!

E enfim partira o mesmo que chegara; o horizonte transpondo o pensamento e nas auroras plácidas passando o doce perfil da amiga adormecida. Desejo de morrer de nostalgia da noite dos vales tristes e perdidos… (foi quando desceu do céu a poesia como um grito de luz nos meus ouvidos…)

Rio de Janeiro, 1938



POSTADO

18 08 10,


AS


19:38 HRS

C D DE ANDRADE




A mulher que passa

Meu Deus, eu quero a mulher que passa.
Seu dorso frio é um campo de lírios
Tem sete cores nos seus cabelos
Sete esperanças na boca fresca!

Oh! como és linda, mulher que passas
Que me sacias e suplicias
Dentro das noites, dentro dos dias!

Teus sentimentos são poesia
Teus sofrimentos, melancolia.
Teus pêlos leves são relva boa
Fresca e macia.
Teus belos braços são cisnes mansos
Longe das vozes da ventania.

Meu Deus, eu quero a mulher que passa!

Como te adoro, mulher que passas
Que vens e passas, que me sacias
Dentro das noites, dentro dos dias!
Por que me faltas, se te procuro?
Por que me odeias quando te juro
Que te perdia se me encontravas
E me encontrava se te perdias?

Por que não voltas, mulher que passas?
Por que não enches a minha vida?
Por que não voltas, mulher querida
Sempre perdida, nunca encontrada?
Por que não voltas à minha vida?
Para o que sofro não ser desgraça?

Meu Deus, eu quero a mulher que passa!
Eu quero-a agora, sem mais demora
A minha amada mulher que passa!

No santo nome do teu martírio
Do teu martírio que nunca cessa
Meu Deus, eu quero, quero depressa
A minha amada mulher que passa!

Que fica e passa, que pacifica
Que é tanto pura como devassa
Que bóia leve como a cortiça
E tem raízes como a fumaça.


POSTADO


18 08 10


AS

19:37 HRS

C D DE ANDRADE




Soneto de agosto

Tu me levaste, eu fui... Na treva, ousados
Amamos, vagamente surpreendidos
Pelo ardor com que estávamos unidos
Nós que andávamos sempre separados.

Espantei-me, confesso-te, dos brados
Com que enchi teus patéticos ouvidos
E achei rude o calor dos teus gemidos
Eu que sempre os julgara desolados.

Só assim arrancara a linha inútil
Da tua eterna túnica inconsútil...
E para a glória do teu ser mais franco

Quisera que te vissem como eu via
Depois, à luz da lâmpada macia
O púbis negro sobre o corpo branco.


Oxford, 1938


POSTADO


18 08 10


AS

19:35 HRS

C D DE ANDRADE




Invocação à mulher única

Tu, pássaro – mulher de leite! Tu que carregas as lívidas glândulas do
(amor acima do sexo infinito
Tu, que perpetuas o desespero humano – alma desolada da noite sobre o
(frio das águas – tu



Tédio escuro, mal da vida – fonte! jamais... jamais... (que o poema receba
(as minhas lágrimas!...)
Dei-te um mistério: um ídolo, uma catedral, uma prece são menos reais
(que três partes sangrentas do meu coração em martírio
E hoje meu corpo nu estilhaça os espelhos e o mal está em mim e a minha
(carne é aguda



E eu trago crucificadas mil mulheres cuja santidade dependeria apenas de
(um gesto teu sobre o espaço em harmonia.
Pobre eu! sinto-me tão tu mesma, meu belo cisne, minha bela, bela garça,
(fêmea



Feita de diamantes e cuja postura lembra um templo adormecido numa
(velha madrugada de lua...


A minha ascendência de heróis: assassinos, ladrões, estupradores, onanistas – negações do bem: o Antigo Testamento! – a minha descendência
De poetas: puros, selvagens, líricos, inocentes: O Novo Testamento
(afirmações do bem: dúvida




(Dúvida mais fácil que a fé, mais transigente que a esperança, mais oportuna
(que a caridade
Dúvida, madrasta do gênio) – tudo, tudo se esboroa ante a visão do teu ventre
(púbere, alma do Pai, coração do Filho, carne do Santo Espírito, amém!
Tu, criança! cujo olhar faz crescer os brotos dos sulcos da terra – perpetuação
(do êxtase



Criatura, mais que nenhuma outra, porque nasceste fecundada pelos
(astros – mulher! tu que deitas o teu sangue
Quando os lobos uivam e as sereias desacordadas se amontoam pelas
(praias – mulher!
Mulher que eu amo, criança que amo, ser ignorado, essência perdida num
(ar de inverno.



Não me deixes morrer!... eu, homem – fruto da terra – eu, homem – fruto
(da carne
Eu que carrego o peso da tara e me rejubilo, eu que carrego os sinos do
(sêmen que se rejubilam à carne
Eu que sou um grito perdido no primeiro vazio à procura de um Deus que
(é o vazio ele mesmo!



Não me deixes partir... – as viagens remontam à vida!... e por que eu
(partiria se és a vida, se há em ti a viagem muito pura
A viagem do amor que não volta, a que me faz sonhar do mais fundo da
(minha poesia



Com uma grande extensão de corpo e alma – uma montanha imensa e
(desdobrada – por onde eu iria caminhando
Até o âmago e iria e beberia da fonte mais doce e me enlanguesceria e
(dormiria eternamente como uma múmia egípcia



No invólucro da Natureza que és tu mesma, coberto da tua pele que é a
(minha própria – oh mulher, espécie adorável da poesia eterna!

Rio de Janeiro, 1938



POSTADO


18 08 10

AS


19:34 HRS

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

EU EM TUA VIDA........




EU EM TUA VIDA........



EU QUERIA SER O FUTURO, MAS SOU APENAS O PASSADO. EU QUERIA CAMINHAR AO SEU LADO, MAS DEIXO CONTIGO A LIBERDADE.


EU QUERIA SER O SOL DA SUA VIDA, MAS SOU APENAS UM PONTO DISTANTE.



EU QUERIA SER TUDO, MAS SOU APENAS UM MOMENTO.



EU QUERIA SER A CHUVA PARA MOLHAR O SEU ROSTO, MAS SOU APENAS UMA FONTE INSIGNIFICANTE. EU QUERIA SER FORTE, MAS A MINHA FRAQUEZA NAO DEIXA, PARA DIZER O QUANTO 'EU TE AMO'







POSTADO


11 08 10


AS

19:22 HRS

terça-feira, 10 de agosto de 2010

CAMOES




Busque Amor novas artes, novo engenho,
para matar me, e novas esquivanças;
que não pode tirar me as esperanças,
que mal me tirará o que eu não tenho.

Olhai de que esperanças me mantenho!
Vede que perigosas seguranças!
Que não temo contrastes nem mudanças,
andando em bravo mar, perdido o lenho.

Mas, conquanto não pode haver desgosto
onde esperança falta, lá me esconde
Amor um mal, que mata e não se vê.

Que dias há que n'alma me tem posto
um não sei quê, que nasce não sei onde,
vem não sei como, e dói não sei porquê.


CAMOES



10 08 10


AS


08:55 HRS

CAMOES




Bem sei, Amor, que é certo o que receio;
mas tu, porque com isso mais te apuras,
de manhoso mo negas, e mo juras
no teu dourado arco; e eu to creio.

A mão tenho metida no teu seio,
e não vejo meus danos às escuras;
e tu contudo tanto me asseguras,
que me digo que minto, e que me enleio.

Não somente consinto neste engano,
mas inda to agradeço, e a mim me nego
tudo o que vejo e sinto de meu dano.

Oh! poderoso mal a que me entrego!
Que, no meio do justo desengano,
me possa inda cegar um Moço cego!


CAMOES


10 08 10


AS

08:55 HRS

Amor e Liberdade

Amor e Liberdade

Imagine um pássaro pousando
na palma de sua mão.
Deixe-o cantar,
brincar e permanecer
ali o tempo que quiser.
Se ele sentir vontade de voar,
deixe-o ir.
Na manhã seguinte,
ele poderá voltar ainda mais feliz,
com uma linda canção que
aprendeu com outros pássaros,
e cantá-la especialmente para você,
uma canção que você jamais
teria ouvido se o tivesse prendido.

“O verdadeiro amor liberta,
deixa ir e continua a querer bem”.

Annelyse Siqueira



POSTADO


10 08 10


AS


08:52 HRS

Amor Meu

Amor Meu


É preciso viver um sonho
E ter a certeza de que tudo
vai mudar...
É necessário abrir os olhos
E ver que as coisas boas
Estão dentro de nós...



Onde os
desejos
não precisam de razão
Nem os sentimentos de motivos.
Amo-te não pelas coisas
que você faz,
Nem pelo o que você é,


E sim pela a sensibilidade plena
Que o torna um ser especial
Em um mundo cheio de coisas
Tão comuns...


O importante é viver o momento e
Aprender com a sua duração
Porque a vida está nos olhos de
Quem sabe viver!!!


Por isso viva intensamente
cada minuto
Como se fosse o último.



POSTADO



10 08 10


AS


08:51 HRS

domingo, 8 de agosto de 2010

DUAS FACE




DUAS FACE


TENHO DUAS FACES. DOIS PERFIS. UM ÚNICO ROSTO.
UMA ÚNICA TESTA. AMBAS AS FACES APRESENTAM SINAIS.
UMA SORRI. OUTRA MORDE.

SÃO MEIAS IRMÃS. MEIAS FACES. MEIAS-VERDADES.
A FACE DIREITA BATE OS DENTES. É A QUE TEM MEDO.
A QUE SUA FRIO. ASSUSTA-SE!


À DA ESQUERDA É A QUE DESPREZA.
A QUE IMPÕE. AMEDRONTA. MULTIPLICA.
DESAFIA O PERIGO. AS DUAS TORNAM-ME HOMOGÊNEA.
UMA É A PONTA DO DIA. OUTRA O FIM.


EM MIM - UM ROSTO QUE NAO ANOITECE, POIS, POSSUO AS DUAS FACES.FACES DA LUA.LUA.LUNA.LUNNA. DUAS FACES COM FASES.



DUAS FACES. DOIS PERFIS. DUAS FASES. UM ÚNICO ROSTO.


ÚNICA NUCA.ÚNICA VIDA. ARDIDA. PERDIDA.
NO DUO QUE SOMOS, A MINHA METADE CARNE
FERVE E CHORA POR TI, TE BUSCA E TE QUER.


A OUTRA, MINHA METADE RAZAO,
ESTA ME DIZ QUE TUDO DEVE CONTINUAR COMO ATE AQUI! FACES.


LUAS. FASES.DUAS. BEBA-ME COMOS EU FORA ABSINTO.
AROMÁTICA. DOCE. MEIGA. (.....)
AMARGA. ABSINTO. INESQUECÍVEL.



POSTADO 08 08 10


AS

22:51 HRS

Ser uma Mulher Colorida




Ser uma Mulher Colorida não é apenas abusar das cores das roupas e acessórios.
Por traz de uma mulher colorida existe toda uma filosofia de vida que prioriza, acima de tudo, a felicidade.
Ser extremamente vaidosa é uma de suas características.


Uma autêntica Colorida é assídua freqüentadora de salões de beleza, chegando a gastar pequenas fortunas em cremes
e perfumes, tudo que satisfaça bem o seu ego.
Isso não significa que uma Mulher Colorida precisa ser,
necessariamente, bonita. Ela precisa sentir-se bonita.



Mas nem só de futilidades é composto o perfil destas mulheres.
Ser Colorida é ser inteligente e estar situada com as questões sociais que envolvem as mulheres no mundo inteiro.
É saber dos seus direitos e lutar por eles,
sempre com muito charme e feminilidade, é claro!



As Mulheres Coloridas são simpáticas, atraentes e extrovertidas, por isso, estão sempre cercadas de amigos.


Por serem independentes, às vezes sofrem preconceitos, nada que consiga tirar o brilho e a alegria de viver destas mulheres.
Tem como combustível da vida a paixão pelo trabalho, pela família, pelos homens, pelos amigos, enfim, por tudo o que lhe proporciona prazer.


Como nem tudo é perfeito, alguns problemas
cotidianos costumam ofuscar as “cores”
destas mulheres, pois ser Colorida é também ser humana,
com dúvidas e anseios como de qualquer ser mortal, inclusive o que pode parecer estranho, a solidão.


O habitat natural é a noite, onde as energias são recarregadas e as cores são muito mais brilhantes. Se você tem alguma destas características,
você é uma Mulher Colorida.
Não importa idade,
crença ou aparência física.
Ser Colorida é ter luz própiar"


postado


08 08 10

as


22:48 hrs

Mulheres




Mulheres



"Certo dia parei para observar as mulheres e só pude concluir uma coisa: elas não são humanas. São espiãs. Espiãs de Deus, disfarçadas entre nós.




Pare para refletir sobre o sexto-sentido.
Alguém duvida de que ele exista?




E como explicar que ela saiba exatamente qual mulher, entre as presentes, em uma reunião, seja aquela que dá em cima de você?




E quando ela antecipa que alguém tem algo contra você, que alguém está ficando doente ou que você quer terminar o relacionamento?




E quando ela diz que vai fazer frio e manda você levar um casaco? Rio de Janeiro, 40 graus, você vai pegar um avião pra São Paulo. Só meia-hora de vôo. Ela fala pra você levar um casaco, porque "vai fazer frio". Você não leva. O que acontece?
O avião fica preso no tráfego, em terra, por quase duas horas, depois que você já entrou, antes de decolar. O ar condicionado chega a pingar gelo de tanto frio que faz lá dentro!



"Leve um sapato extra na mala, querido.
Vai que você pisa numa poça..."



Se você não levar o "sapato extra", meu amigo, leve dinheiro extra para comprar outro. Pois o seu estará, sem dúvida, molhado...

O sexto-sentido não faz sentido!




É a comunicação direta com Deus!
Assim é muito fácil...
As mulheres são mães!




E preparam, literalmente, gente dentro de si.
Será que Deus confiaria tamanha responsabilidade a um reles mortal?






E não satisfeitas em ensinar a vida elas insistem em ensinar a vivê-la, de forma íntegra, oferecendo amor incondicional e disponibilidade integral.
Fala-se em "praga de mãe", "amor de mãe", "coração de mãe"...

Tudo isso é meio mágico...




Talvez Ele tenha instalado o dispositivo "coração de mãe" nos "anjos da guarda" de Seus filhos (que, aliás, foram criados à Sua imagem e semelhança).

As mulheres choram. Ou vazam? Ou extravazam?






Homens também choram, mas é um choro diferente. As lágrimas das mulheres têm um não sei quê que não quer chorar, um não sei quê de fragilidade, um não sei quê de amor, um não sei quê de tempero divino, que tem um efeito devastador sobre os homens...

É choro feminino. É choro de mulher...




Já viram como as mulheres conversam com os olhos?






Elas conseguem pedir uma à outra para mudar de assunto com apenas um olhar.
Elas fazem um comentário sarcástico com outro olhar.
E apontam uma terceira pessoa com outro olhar.
Quantos tipos de olhar existem?




Elas conhecem todos...




Parece que freqüentam escolas diferentes das que freqüentam os homens!
E é com um desses milhões de olhares que elas enfeitiçam os homens.



EN-FEI-TI-ÇAM !




E tem mais! No tocante às profissões, por que se concentram nas áreas de Humanas?
Para estudar os homens, é claro!
Embora algumas disfarcem e estudem Exatas...





Nem mesmo Freud se arriscou a adentrar nessa seara. Ele, que estudou, como poucos, o comportamento humano, disse que a mulher era "um continente obscuro".
Quer evidência maior do que essa?


Qualquer um que ama se aproxima de Deus.
E com as mulheres também é assim.

O amor as leva para perto dEle, já que Ele é o próprio amor. Por isso dizem "estar nas nuvens", quando apaixonadas.


É sabido que as mulheres confundem sexo e amor.
E isso seria uma falha, se não obrigasse os homens a uma atitude mais sensível e respeitosa com a própria vida.



Pena que eles nunca verão as mulheres-anjos que têm ao lado.
Com todo esse amor de mãe, esposa e amiga, elas ainda são mulheres a maior parte do tempo.



Mas elas são anjos depois do sexo-amor.
É nessa hora que elas se sentem o próprio amor encarnado e voltam a ser anjos.
E levitam.
Algumas até voam.
Mas os homens não sabem disso.
E nem poderiam.
Porque são tomados por um encantamento
que os faz dormir nessa hora."




Luís Fernando Veríssimo


POSTADO


08 08 10


AS

22:44

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

VOCE MORA DENTRO DE MIM

"Eu te Amo...
e te amarei durante toda minha eternidade...
Te amarei nos seus gestos,
Te amarei no seu sorriso,
Te amarei na sua voz,
Te amarei no que você é!
Sim, eu te amarei em tudo...




No ar que respiramos,
num simples cântico dos pássaros,
no alvorecer, no crepúsculo,
na morte...



Eu te amarei no sol que explode sua luz para iluminar a Terra.
Te amarei nas chuvas que caem... Na vida... No fim...
E Nem mesmo o céu ou o inferno podem tirar esse sentimento de mim.
Sim, eu quero te amar,
Te amar nas minhas horas de tristezas,
pois sua lembrança só me traz alegrias...



Te amar quando a alegria chegar,
pois amor e alegria é a própria felicidade
e sou feliz enquanto te amo...
Sim, mesmo que em minha vida não exista trevas,
Quero te amar.




Mesmo que o amor se torne algo extinto,
Quero te amar.
Mesmo que a luz do mundo se acabe,
Quero te amar.




E somente a vontade de Deus
seria capaz de me tirar todo esse amor
que alimenta minha própria existência...
Você mora dentro de mim..."




ESTA MENSAGEM É DEDICA A JULIANA B FERNANDES, PELA HISTORIA DE AMOR VIVIDO E QUE ATE HOJE PERSISTE EM SUA MENTE , MEMORIA E NO SEU CORAÇÃO.


POSTADO


05 08 10


AS


19:34 HRS

Onde mora o amor




Onde mora o amor
Existe um lugar de onde o amor não escapa
Um lugar onde o silêncio encanta o mais distraído
Onde a alegria está no o ar que se respira
Abençoado é aquele que o conhece
Que desembrulha cada segundo
Que sente o aroma da vida
È um lugar que existe em qualquer lugar do mundo
Pois está no coração de qualquer criança
E escondido na lembrança de alguém crescido



DEDICADO


JULIANA BEATRIZ FERNANDES


POSTADO


05 08 10 AS 19:30 HRS

Onde reside o amor

Onde reside o amor é uma viagem às histórias das vidas de todos nós. Aqui estão os retratos fiéis dos nossos dias, dos anjos que nos protegem e dos demónios que nos desafiam.
Margarida Rebelo Pinto volta, neste livro, às relações entre as pessoas e, de uma forma sincera, fala-nos directamente ao coração. Atravessa o amor e o sexo, interpreta a linguagem dos afectos e lança um olhar sobre o papel da família, dos valores que se perdem na voragem dos dias. Homens e mulheres; príncipes encantados; as eternas diferenças entre os dois sexos (mais próximos do que se julga); afectos, histórias de família, ou o retrato de um país… Tudo conduz os leitores para o secreto lugar onde reside o amor.

“Não há nada mais importante do que investir no nosso coração. E no coração daqueles que amamos, ainda que nem sempre o mereçam. Quem não investe no coração, pode ganhar muito na vida, mas não ganha o amor nem a generosidade alheia. Investir no coração é investir na continuidade e na continuação da nossa vida; é como ter filhos e investir neles, ficamos um passo mais perto da eternidade.”

«É preciso acreditar como da primeira vez, é preciso confiar, é preciso pensar que a tal pessoa certa para nós existe mesmo e que todos podemos ter sorte na vida.»



DEDICADO A

JULIANA BEATRIZ FERNANDES


POSTADO


05 08 10


AS


19:28 HRS

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Amor proibido



Amor proibido



Ah!

Esse amor proibido, por muitos chamado

"clandestino", baila comigo sobre

o infinito a fazer-me delirar

e sufocar o grito.




Ah!

Esse amor proibido me deixa em

completo desatino,

fazendo-me perder a razão,

levando-me ao caminho da perdição.




Ah!

Esse amor proibido que embaralha

o meu sentido!
Conto as horas para contigo estar,

sem os ponteiros do relógio acelerar.




Ah!

Esse amor proibido que dá asas

ao meu sonhar atrevido,

permitindo-me em teus braços viajar

e roubar os teus beijos

em qualquer lugar.





Ah!

Esse amor proibido,

pelos deuses concebido,

fazendo-me sentir livre de preconceitos

e amar-te de todas os jeitos.




Ah!

Esse amor proibido,

mesmo que seja bandido,

é o meu maior pecado.

Por amor será perdoado!




(Autor desconhecido)


postado


04 08 10

AS

22:58

terça-feira, 3 de agosto de 2010

VOCÊ PERTINHO




VC PERTINHO

Este teu amor tão jovem que me ofertas,
tão impulsivo e tão doce quanto teu olhar!
Tão insistente, tão inconseqüente mas,
mesmo assim, tu me persuades, nele, a mergulhar.
Esta tua mania de me enviar torpedos,
me monitorando o dia todo com teu carinho,
tua paixão sem caminhos percorridos,
sem vícios sulcados no chão,
deixa em mim o teu desejo explicitado,
vivo e marcado dentro do meu coração.



Esta tua vontade de me amar,
de ser tão meu, de me querer,
de me guardar em ti num abraço cálido,
entre beijos deslizantes a começar da boca,
beijada como num sufrágio,
desejando meu porto pra ancorar...



Estamos apaixonados,
queremos, no mar do amor e da paixão,
velejar!



Ah, amor jovem, amor intenso,
amor de fera querida, desinibida,
não importa o tempo caminhado da gente,
só vale entre nós este tempo parado
que parece não haver tempo
quando nos falamos, horas a fio, noite adentro...




Este amor louco em que nos transformamos,
em que somos, amor nosso,
amor fervendo, amor sendo,
nós dois, sem barreiras, absurdamente nos querendo.




POSTADO


03 08 10


AS


22;05 hrs


Solidão é

Olhar o telefone, ansioso por um chamado,
e ele permanecer mudo.
Ouvir uma música e não ter ninguém com quem associá-la.
Querer dormir muito, para não ter a consciência de que está só.
Não Ter ninguém com quem brindar um acontecimento.
Sentir frio e não ter um braço para aquecê-lo.



Falar alto em casa, para ter a sensação
de estar ouvindo algum ser humano.
Ter apenas um prato na mesa, ás refeições.



Não ter alguém para lhe abotoar o vestido ou lhe ajeitar a gravata.
Sair de madrugada, tentando encontrar
algum conhecido para poder desabafar.
Perceber que não tem um ombro para chorar.
Ler o jornal, durante as refeições,
por não ter com quem conversar.



Verificar que a correspondência se resume a contas e extratos bancários.
Nunca ter a quem dizer bom dia, ao acordar.
Não ter quem lhe faça um chá, quando está indisposto.
Não ter possibilidade de dividir o mesmo desodorante
ou a mesma pasta de dentes.



Não ter alguém que lhe impeça o suicídio.
E você? Quando se sente realmente só?
O isolamento é diferente da solidão.



É o momento que se escolhe para estar consigo mesmo,
Em paz e harmonia. É uma busca interior,
um movimento voluntário, uma virtude desenvolvida.
A solidão começa quando nos trancamos para o amor.


Texto retirado do Livro
AMAR PODE DAR CERTO
(Roberto Shinyashiki)




POSTADO

03 08 10

AS


14:23 HRS